BlogArte

Apeles Fevereiro 7, 2009

Filed under: Uncategorized — heshimuevans @ 11:39 am
Tags: ,

 

                                               Apeles

                                              Ver imagem em tamanho real

 

 Apeles foi um pintor grego que viveu na Jônia no século IV a.C..  Não há certeza sobre os locais de nascimento e morte. É o pintor mais famoso da época clássica. Sabe-se alguma coisa da sua vida, mas não se conserva nenhuma obra original sua. Existem descrições das suas pinturas, escritas por autores antigos, e entre os frescos de Pompeia há alguns que são cópias das suas obras. Aluno de Pânfilo de Sícion, sabe unir a graça da escola jónica com a severidade da escola de Sícion. Caracteriza-se pela graça das suas figuras, realçadas por um brilhante colorido. É o retratista de Alexandre Magno, que, segundo a tradição, é o único artista por quem se deixa pintar. Após a morte de Alexandre, Apeles instala-se na corte de Ptolomeu, no Egipto, e depois passa-se finalmente para Éfeso.

Segundo testemunhos da Antiguidade distingue-se sobremaneira no retrato, assim como na alegoria, tema que a literatura e a filosofia da época põem em moda. A sua fecundidade, a sua habilidade e a sua destreza manual dão lugar a inumeráveis anedotas de veracidade suspeitosa. De entre as composições que citam os clássicos (Afrodite Anadiómene, As Três Graças, Hércules, Alexandre entre Castor e Pólux, etc.) há uma, A Calúnia, que é descrita por Luciano e reinterpretada por Botticelli.

    

Giovanni Battista Tiepolo 002.jpg 1 – Atelier de Apeles

 Ver imagem em tamanho real

 

 

 

                                                                2 – Quadro de Apeles                                                                                              

 

Esta música trata da História da Arte grega.

 

 

                                                                                                                              Luís Vicente

 

Juarez Machado Dezembro 21, 2008

Filed under: Uncategorized — heshimuevans @ 8:19 pm
Tags: , ,

                                          Juarez Machado

 

 

                   

 

 

Juarez Machado (Joinville / Santa Catarina, 16 de março de 1941), pintor, escultor, desenhista, mímico, caricaturista, cenógrafo, escritor, fotógrafo, ator e designer. Passou sua infância em Joinville na companhia da mãe Leonora e de seu irmão Edson. Seu pai era caixeiro viajante, trabalho que o ausentava bastante.

Aos 14 anos, trabalhou em uma oficina gráfica, no setor de produções de rótulos de remédios, embalagens e cartazes para laboratórios. Nesse processo de criação, entre pincéis, tintas e papéis, um profissional estava sendo formado.

Como sua cidade natal era muito pequena, com características do velho mundo (grande parte da população era de origem alemã sendo, consequentemente, sua arquitetura semelhante a da germânica), Machado resolveu explorar outras cidades, indo assim para Curitiba aos 18 anos. Matriculou-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Logo ao se formar, realizou sua primeira individual na Galeria Cocaco de Curitiba, dando início a sua carreira de contínuo sucesso.

Em 1965, mudou-se para o Rio de Janeiro – cidade que, como São Paulo, tinha maiores oportunidades e era onde tudo estava acontecendo – conseguindo, aos poucos, conquistar seu espaço.

Mudou para Paris em 1978, onde fez seu terceiro ateliê – deixando o de Joinville e o do Rio de Janeiro (ambos em atividade) – mas antes, visitou Nova York, Londres, Itália, Dinamarca, Chipre, Israel e Grécia onde tomou partido dos acontecimentos do universo artístico de cada região.

Ganhou o prêmio da 5ª Bienal de Arte da Itália, prêmio Cenários em Televisão, o prêmio “Barriga Verde” de Artes Plásticas de Santa Catarina, o prêmio Nakamori (Japão) pelo melhor livro infantil, entre outros.

Sua cidade natal (Joinville), deu-lhe o título de Cidadão Honorário em 1982, e o presidente da República concedeu-lhe a Ordem do Mérito de Rio Branco, em 1990.

Entre os sucessos de suas exposições, sua única reclamação é sobre o conservadorismo dos museus que, até hoje, não valorizam artistas do Novo Mundo provocando uma certa ausência de artistas da América do Sul.

Em relação a sua vida pessoal, Machado é orgulhoso em afirmar seu forte apego à família. Seus filhos, influenciados pela profissão do pai, optaram por seguir áreas de comunicação como: produção de vídeos, cinema e TV e especialista em computação gráfica e desenhos animados.

Com seu talento artístico, Juarez terá ainda várias décadas de pintura pela frente, continuando a aumentar nossa riqueza artística e cultural.

Algumas das suas pinturas:

 Photobucket - Video and Image Hosting

 

E:

Photobucket - Video and Image Hosting

 

 

                                                                                               Luís Vicente

 

 

 

Michelangelo Buonaretti Dezembro 6, 2008

Filed under: Uncategorized — heshimuevans @ 8:36 pm
Tags: ,

Michelangelo, pintor, escultor, poeta, arquiteto, gênio italiano. Ele revolucionou a concepção da pintura mural com os afrescos da Capela Sistina; escultor insuperável que, ao lado de Donatello e Verrochio, elevou a escultura italiana a um nível espetacular, atingido apenas pelos gregos. Gênio!!!
Michelangelo nasceu a 6 de março de 1475, em Caprese, província florentina. Seu pai, Lodovico di Lionardo Buonarroti Simoni, era um homem violento, “temente de Deus”. Sua mãe, Francesca di Neri di Miniato del Sera, morreu quando Michelangelo tinha seis anos. Eram cinco irmãos: Leonardo, Michelangelo, Buonarroto, João Simão e Sigismundo.

Michelangelo foi entregue aos cuidados de uma ama de leite cujo marido era cortador de mármore da aldeia vizinha de Settignano. Mais tarde, brincando, Michelangelo atribuirá a esse fato sua vocação de escultor. Brincadeira ou não, o certo é que na escola enchia os cadernos de exercícios com desenhos, totalmente desinteressado das lições sobre outras matérias. Por causa disso, mais de uma vez foi espancado pelo pai e pelos irmãos de seu pai, a quem parecia vergonhoso ter um artista na família, justamente uma família de velha e aristocrática linhagem florentina, mencionada nas crônicas locais desde o século XII. E o orgulho familiar jamais abandonará Michelangelo.

Agora, fica aqui um vídeo do nosso actualmente Michelangelo Buonaretti e, já agora acompanhem as filmagens ao som do vídeo:

Acho que dá para ficar com uma ideia da sua arte …

Luís Vicente