BlogArte

Arte do (Graffiti) Junho 21, 2009

Filed under: Uncategorized — rafickool @ 1:32 pm

02[1]

 

Grafite ou grafito (do italiano graffiti, plural de graffito) é o nome dado às inscrições feitas em paredes, desde o Império Romano. Considera-se grafite uma inscrição caligrafada ou um desenho pintado ou gravado sobre um suporte que não é normalmente previsto para esta finalidade, porém com autorização do proprietário.

Por muito tempo visto como um assunto irrelevante ou mera contravenção, atualmente o grafite já é considerado como forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, [1] mais especificamente, da street art ou arte urbana – em que o artista aproveita os espaços públicos, criando uma linguagem intencional para interferir na cidade. Entretanto ainda há quem não concorde, equiparando o valor artístico do grafite ao da pichação, que é bem mais controverso. [2]

Normalmente distingue-se o grafite, de elaboração mais complexa, da simples pichação, quase sempre considerada como contravenção. No entanto, muitos grafiteiros respeitáveis, como Osgemeos, autores de importantes trabalhos em várias paredes do mundo – aí incluída a grande fachada da Tate Modern de Londres[3] – admitem ter um passado de pichadores.

A partir do movimento contracultural de maio de 1968, quando os muros de Paris foram suporte para inscrições de caráter poético-político, a prática do grafite generalizou-se pelo mundo, em diferentes contextos, tipos e estilos, que vão do simples rabisco ou de tags repetidas ad nauseam, como uma espécie de demarcação de território, até grandes murais executados em espaços especialmente designados para tal, ganhando status de verdadeiras obras de arte. Os grafites podem também estar associados a diferentes movimentos e tribos urbanas, como o hip-hop, e a variados graus de transgressão.

leca2[1]Dentre os grafiteiros, talvez o mais célebre seja Jean-Michel Basquiat, que, no final dos anos 1970, despertou a atenção da imprensa novaiorquina, sobretudo pelas mensagens poéticas que deixava nas paredes dos prédios abandonados de Manhattan.[4] Posteriormente Basquiat ganhou o rótulo de neo-expressionista e foi reconhecido como um dos mais significativos artistas do final do século XX.
graffiti-2[1]

 

Arte Reciclada

Filed under: Uncategorized — jorge sousa @ 11:09 am

     Vamos reciclar!!!!!!!!!!!!!!

     Há muita gente que não se preocupa com a reciclagem e não lhe dá valor,pois agora vou mostrar-vos como a arte reciclável também existe!

     Exemplos:

  • Com rolos de papel de cozinha vamos fazer uns binóculos alucinantes e partimos à exploração!
    Decorem à vossa maneira e boa diversão!!!

 

 

 

 

– Binóculos.

 

 

 

  • Pode-se fazer enfeites realmente artisticos, como por exemplo os robôs que estão aqui representados. Alguns exemplos abaixo:

 

Robôs feitos com material reciclado.

 

 

 

     Espero que gostem deste artigo,porque acho que é bastante importante este facto dos materiais reciclados fazerem diversas coisas importantes para a Humanidade,eu pessoalmente,gostei mais dos robôs,mas cada um tem a sua função.

 

 

 

Crochet Junho 8, 2009

Filed under: Uncategorized — heshimuevans @ 8:31 pm
Tags:

Ver imagem em tamanho real

 Crochet é uma espécie de artesanato feito com uma agulha especial que possui um gancho e que produz um trançado semelhante ao da malha ou da renda.

A palavra foi originada de um termo existente no dialeto nórdico, com o significado de gancho (que é a forma do bico encurvado da agulha utilizada para puxar os pontos), que também originou croc, que em francês tem o mesmo significado. Ninguém tem a certeza de quando ou onde o crochê começou. Segundo os historiadores os trabalhos de crochê tem origem na Pré-história. A arte do crochê, como a conhecemos atualmente, foi desenvolvida no século XVI. O escritor dinamarquês Lis Paludan tentou descobrir a origem do crochê na Europa e fundamentou algumas teorias.

Ora reparem neste estojo feito em crochet: Estojo em crochet

 

                                                                                                                                 Luís Vicente

 

Fotografia Junho 2, 2009

Filed under: Uncategorized — heshimuevans @ 7:06 am

Por norma, as pessoas assuciam arte à pintura e aod desenhos, mas uma fotografia também é arte. Algumas podem ser paisagens e outras não. Pesquisei um pouco mais sobre a fotografia.

Ver imagem em tamanho realFotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície sensível. A primeira fotografia reconhecida remonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando juntas ou em paralelo ao longo de muitos anos. Se por um lado os princípios fundamentais da fotografia se estabeleceram há décadas e, desde a introdução do filme fotográfico colorido, quase não sofreram mudanças, por outro, os avanços tecnológicos têm sistematicamente possibilitado melhorias na qualidade das imagens produzidas, agilização das etapas do processo de produção e a redução de custos, popularizando o uso da fotografia.

Actualmente, costuma-se usar a fotografia colorida que foi explorada durante o século XIXe os experimentos iniciais em cores não puderam fixar a fotografia, nem prevenir a cor de enfraquecimento. Durante a metade daquele século as emulsões disponíveis ainda não eram totalmente capazes de serem sensibilizadas pela cor verde ou pela vermelha – a total sensibilidade a cor vermelha só foi obtida com êxito total no começo do século XX. A primeira fotografia colorida permanente foi tirada em 1861 pelo físico James Clerk Maxwell.

As fotografias tiram-se com a máquina fotográfica ou com o telemóvel.

                                                                                                                         Luís Vicente